musicas.mus.br

Letras de músicas - letra de música - letra da música - letras e cifras - letras traduzidas - letra traduzida - lyrics - paroles - lyric - canciones - DE RéDEAS NA MãO - JARI TERRES - música e letra

Utilize o abecedário abaixo para abrir as páginas de letras dos artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

De Rédeas Na Mão letra


Nos olhos tristes dos homens humildes
Que ergueram querências para todos nós
Há uma denúncia de pátria morrendo
E o tempo gemendo no timbre da voz

Criaram a pátria mimada no colo
Raízes no solo, taquaras ao vento
Iguais sinamomos com ocos da vida
A casca franzida, roídas por dentro

Vontade cansada, fraquejam os brios
Nos rostos sombrios, barbas de moirão
No gesto, a amplidão de várzea pampeana
E mel de lixiguana no coração
No gesto, a amplidão de várzea pampeana
E mel de lixiguana no coração

É desses humildes que falam meu verso
Por ele, converso chamando a razão
Respeitem o jeito de um ser de a cavalo
Eu sei do que falo, tenho rédeas na mão

É desses humildes que falam meu verso
Por ele, converso chamando a razão
Respeitem o jeito de um ser de a cavalo
Eu sei do que falo, tenho rédeas na mão

Opacas auroras num mate lavado
Fogão apagado, cambona que esfria
Morada vazia, adeus na porteira
E a vida povoeira pro resto dos dias

São tantos olhares e mão calejadas
Perdidos na estrada de um rumo melhor
Cresceram saudades, minguando esperança
E a vida se canda lambendo o suor

Tisnaram os sonhos dos nobres rurais
Esteios morais deste sul brasileiro
Semearam taperas, trocaram valores
Pelos corredores, se mudam campeiros
Semearam taperas, trocaram valores
Pelos corredores, se mudam campeiros

É desses humildes que falam meu verso
Por ele, converso chamando a razão
Respeitem o jeito de um ser de a cavalo
Eu sei do que falo, tenho rédeas na mão

É desses humildes que falam meu verso
Por ele, converso chamando a razão
Respeitem o jeito de um ser de a cavalo
Eu sei do que falo, tenho rédeas na mão

É desses humildes que falam meu verso
Por ele, converso chamando a razão
Respeitem o jeito de um ser de a cavalo
Eu sei do que falo, tenho rédeas na mão

É desses humildes que falam meu verso
Por ele, converso chamando a razão
Respeitem o jeito de um ser de a cavalo
Eu sei do que falo, tenho rédeas na mão

Jari Terres - Letras

top 30 músicas

©2003 - 2021 - musicas.mus.br